top of page
  • Foto do escritorLisandra de Oliveira

A praça ficou só na placa

Atualizado: 13 de abr.

Um ano depois da inauguração, promessa de criar área de lazer em Campo Grande não saiu do papel


Placa na Estrada do Cabuçu: praça nunca foi construída - Foto: Lisandra Oliveira

Em abril de 2022, moradores de Campo Grande comemoraram a instalação de duas placas na Estrada do Cabuçu, Zona Oeste do Rio, informando que o lugar fora incluído no programa Fábrica de Praças da Prefeitura do Rio. Coordenado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMAC), com o apoio da Fundação Parques e Jardins, o programa lançado em março daquele ano previa construir e reformar 500 espaços de lazer na cidade até o final daquele ano.


Um ano depois, não há sinal de obras nem praça na Estrada do Cabuçu. Só as placas continuam lá. A alimentadora de linha de prdução, Mariana Andrade, de 25 anos, que mora próximo ao terreno na Estrada do Cabuçu, fala da falta de opções de lazer e diz que seria importante ter um ambiente em que as pessoas pudessem se encontrar. “Seria ideal ter algo aqui para quem caminha ou tenta caminhar. Se tivesse uma área, uma praça seria além de um ponto de encontro, um ponto para as pessoas fazerem piquenique ou 'vamos conversar, vamos tomar um sorvete, vamos ficar ali na praça’. Uma praça que funcionasse para todo mundo seria ótimo”, afirmou.


De acordo com Mariana, os poucos lugares para recreação que existem na região são precários e pouco conservados. “Falta uma conservação porque não é só colocar brinquedo, tem que conservar senão não adianta. Tem que cortar a grama. Tem que pintar as coisas”, disse a jovem. Para outra moradora de Campo Grande, Luciere Cavalcante, de 25 anos, falta conservação nas áreas de lazer para a sua filha de 5 anos brincar. “As praças daqui deixam muito a desejar, porque geralmente os brinquedos estão destruídos, ou não há brinquedos suficientes, eles não são conservadas, sempre estão com bastante mato, sujeira. Dificulta para as crianças brincarem”, disse Luciere.


A SMAC e a Fundação Parques e Jardins, responsáveis pelo projeto Fábrica de Praças, foram procuradas por e-mail pelo Rampas para informar sobre o andamento do projeto, mas até a data da publicação da matéria não responderam às tentativas de contato. O espaço segue à disposição.

Comments


bottom of page